Suplementação de Cisteína: para que ela serve, afinal?

Se você se interessa pelo cuidado com a saúde dos seus cabelos e, inclusive por essa razão, segue acompanhando os diversos artigos que publicamos em nosso blogue, já deve ter lido a respeito da importância das vitaminas e dos aminoácidos, que, além de terem um papel importante para o nosso organismo, ajudam a manter a saúde dos fios capilares, certo?

Bem, uma dessas substâncias relevantes é a cisteína, principal componente da queratina presente nos cabelos. Igualmente presente na composição de alguns suplementos –a exemplo do Pill Food –, a cisteína é uma substância essencial quando se está em busca de resultados satisfatórios no tratamento contra a queda de cabelo e a favor do fortalecimento das fibras capilares.

 

Mas o que é a cisteína, mais especificamente?

Forma oxidada da cistina, a cisteína é um aminoácido componente da beta-queratina e atua como uma proteína fundamental para promover a produção da queratina e do colágeno – substâncias estas que, por sua vez, são vitais para a manutenção de pele, unhas e – principalmente – cabelos saudáveis.

 

Mas de que forma a cisteína contribui para a saúde dos cabelos?

Para entender como a cisteína atua no organismo, colaborando com a manutenção da saúde dos fios capilares, basta considerar que os aminoácidos que contêm enxofre – como a cistina e a cisteína – criam ligações com substâncias residuais presentes nos cabelos e formam ligações químicas que conferem uma série de propriedades às fibras capilares, como a reestruturação e o fortalecimento dos fios, o alinhamento uniforme das cutículas, a redução de volume, o brilho mais intenso e, claro, o crescimento dos cabelos.

 

E qual é a relação entre a falta de cisteína e a queda de cabelo?

Além de fatores externos (tais como a excessiva utilização de chapinhas e secadores, bem como a frequente realização de tratamentos químicos), a queda de cabelos vem sendo cada vez mais associada a questões de saúde de naturezas diversas, como estresse, redução da produção hormonal e ocorrência de doenças autoimunes. Tais condições estão diretamente relacionadas ao bom funcionamento do organismo e, uma vez “instaladas”, favorecem a deficiência de vitaminas, minerais e aminoácidos, como a cisteína. Um dos efeitos desse déficit pode ser a queda de cabelo, já que, nesse processo, os folículos capilares estarão recebendo uma quantidade inadequada da substância que ajuda a promover o crescimento saudável e regular dos fios.

 

O tratamento de suplementação com a cisteína é indicado para qual tipo de calvície?

A reposição de vitaminas e aminoácidos – e, neste caso específico, da cisteína – pode ser indicada como elemento coadjuvante nos tratamentos para os casos leves ou moderados da calvície de padrão masculino, mais popularmente conhecida como “calvície hereditária”.

Contudo, salientamos que, para que se possa determinar a combinação e a quantidade dessas substâncias no tratamento da queda de cabelo, bem como se a sua aplicação será tópica ou oral, é indispensável a consulta com o especialista da área, do qual a Tricosalus dispõe.

Por meio de exames laboratoriais e da avaliação clínica é que o médico dermatologista terá condições de realizar um diagnóstico preciso, prescrevendo a solução mais efetiva para cada paciente.  

 

 

Responder

Seu email não será divulgado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.