Rosado ou Esbranquiçado: qual a cor de um couro cabeludo saudável?

Xampus, cremes e loções específicos para cada tipo de cabelo, reparador de pontas, cortes periódicos, tinturas, hidratações e mais uma série de procedimentos químicos. A priori, tudo para deixar as madeixas mais bonitas, moldadas ao gosto – e também à praticidade – de cada cliente. Mas você já parou para pensar de que valem todas essas medidas em pró da beleza dos fios se, por exemplo, o seu couro cabeludo não estiver sendo devidamente bem cuidado?… E a propósito: você sabe qual é a cor de um couro cabeludo saudável?

Qual é a cor de um couro cabeludo saudável?

Muitas vezes, excessivamente preocupadas com o aspecto dos fios, muitas pessoas acabam negligenciando a importância de se manter o couro cabeludo saudavel, adequadamente limpo, sendo que, para tanto, a lavagem dos cabelos realizada em casa nao costuma ser o suficiente, embora a maioria de nos não se dê conta disto. Assim, após a utilizacão dos xampus e condicionadores ditos mais indicados para o nosso tipo de cabelo, tendo esfregado o couro cabeludo durante o banho, pressupomos a sua limpeza, sobretudo quando, diante do espelho, constatamos que ele está branquinho, correto?

Correto, porem, com a premissa errada, pois a cor de um couro cabeludo saudável é rosada, e não esbranquiçada, tampouco avermelhada – o que, geralmente, denota algum tipo de inflamação na área. Você já observou qual é a cor do seu?

Couro Cabeludo Esbranquiçado: o que isso significa?

Infelizmente, ter o couro cabeludo esbranquiçado é, praticamente, algo comum a todas as pessoas. E o que tal embranquecimento no couro cabeludo revela é, em sintese, que o ele pode não estar recebendo o cuidado adequado.

Deste modo – e apesar da lavagem cotidiana, feita em casa –, aos poucos a sujeira se acumula, ocasionando determinados problemas que, inicialmente, nao somos capazes de identificar, dado que não verificamos a sua pronta afetacão estetica. Todavia, o acumulo de sujeiras que vai se instalando no couro cabeludo também vai impedindo cada vez mais a eficiência dos produtos utilizados, de maneira que ele aumenta, por exemplo, a resistência ao efeito da aplicação de medicamentos nessa area.

Além disso, a ausência da higiene profunda do couro cabeludo contribui para o aparecimento de alterações nesta região, dentre as quais constam as dermatites, que, entre outros fatores desencadeantes, podem ser originadas pela proliferação de fungos e bactérias.

Outra importante consequência da má higienização do couro cabeludo é a queda dos fios.

Limpeza do Couro Cabeludo e Saúde Capilar: de que modo identificar quando há um problema?

Ao verificar que, em vez de rosado, o seu couro cabeludo está esbranquiçado, a primeira coisa a ser feita é agendar uma consulta médica.

 

luis tricotest consultaOlá, tudo bem? Desculpe interromper a sua leitura!
Eu sou o Luis, gerente aqui da Clínica Tricosalus, e estou passando para convidá-lo(a) a conhecer o Tricotest – nosso exame de análise capilar.
Clique aqui e assista ao vídeo.

 

Para auxiliar nesta questão, além do conhecimento da sua gabaritada equipe de especialistas, a Tricosalus dispõe de uma tecnologia inovadora, considerada a mais precisa do mundo, capaz de estudar o calibre do fio, se há ou não obstrução dos foliculos e dos seus vasos sanguíneos, o seu grau de inflamação, detectando qualquer que seja o tipo de alteração que possa existir no couro cabeludo: o Tricotest – um scanner digital que aumenta em até 200 vezes a imagem desta área, realizando a sua análise rápida e indolor. É por meio do Tricotest que se pode avaliar – de forma concreta – o comprometimento (o embranquecimento) do couro cabeludo.

Para um couro cabeludo saudável, há algumas dicas que todos podemos seguir, como, por exemplo, a de lavar o cabelo diariamente (principalmente se ele for oleoso, desconsiderando-se o mito de que, se assim o fizer, as raízes capilares apodrecerão), alimentar-se bem, ingerir bastante água e praticar alguma atividade física com regularidade. No entanto, vale lembrar que estas são ações coadjuvantes, que contribuem para a saúde capilar – e, consequentemente, para evitar a excessiva perda dos fios –, mas que não substituem a consulta com o especialista e o tratamento por ele indicado, de acordo com a especificidade de cada caso.

Responder

Seu email não será divulgado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.