Regaine (Minoxidil) e o Combate à Calvície

Indicado no tratamento da alopecia androgenética (a chamada calvície hereditária), já há algum tempo que o Regaine – medicamento à base de minoxidil – vem ganhando destaque ao ser comercializado como uma possível solução para o problema da excessiva queda de cabelos.

A considerar pelas divulgacões que se vê a respeito, cujo intuito, certamente, e o de promover o maximo possivel a venda de grandes quantidades do produto, muitas pessoas sao levadas a crer que o lançamento de um medicamento como o Regaine/Minoxidil representaria o ápice do tratamento no combate à calvície. Entretanto, uma vez que a prescrição do Regaine/Minoxidil se dá para o tratamento da calvície hereditária, como é que homens e mulheres poderão adquiri-lo e administrá-lo tranquilamente, se o problema da queda acentuada de cabelos pode ter a sua origem em diversas outras razões?… Ou seja: antes de se iniciar qualquer procedimento, é necessário que primeiramente seja feito um diagnostico correto, bem como o esclarecimento das suas possíveis causas. Somente desta maneira é que o tratamento será eficaz.

Existem diversos alertas quanto ao uso indiscriminado e sem orientacao medica do Regaine/Minoxidil. A Agência Nacional de Vigilância Sanitaria – ANVISA1  –, por exemplo, estabelece: “Regaine® 2% não deve ser utilizado na ausência de historia familiar de perda de cabelo ou se a razão para a perda de cabelo for desconhecida.”. Na própria bula da medicação consta que “todas as informações […] têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Regaine 5% devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as caracteristicas de cada paciente.”.

 

luis tricotest consultaOlá, tudo bem? Desculpe interromper a sua leitura!
Eu sou o Luis, gerente aqui da Clínica Tricosalus, e estou passando para convidá-lo(a) a conhecer o Tricotest – nosso exame de análise capilar.
Clique aqui e assista ao vídeo.

 

Desta forma, evidencia-se a necessidade de que cada um dos casos de queda excessiva dos cabelos deve ser tratado individualmente, mediante a intervenção de um especialista da área. Isto porque, conforme bem considerou a ANVISA, existem, além da hereditariedade, diversas causas que desencadeiam a calvície, entre as quais estão problemas relacionados à saude (como, por exemplo, determinadas disfunções hormonais), além de outras que podem ser mencionadas. (Para saber mais a respeito, clique aqui e leia na íntegra a matéria “Você sabe como evitar a calvície?”.).

Assim, é indispensável que, primeiramente, seja realizada uma avaliação do motivo pelo qual está ocorrendo a queda demasiada dos cabelos, segundo o acompanhamento de um profissional especializado que, além do diagnóstico, poderá indicar o correto tratamento para a calvície, no qual medicamentos tópicos – como é o caso do Regaine/Minoxidil – poderão auxiliar como ações coadjuvantes, de acordo com cada caso.

 

[1] Disponível em http://www4.anvisa.gov.br/base/visadoc/BM/BM[25816-1-0].PDF. Acesso em 2 ago. 2012.

Responder

Seu email não será divulgado.