Quais as diferenças entre alopecia feminina e masculina?

Quais as diferenças entre alopecia feminina e masculina?

Quando notamos uma diferença no volume dos cabelos, logo procuramos informações para descobrir as causas e os possíveis tratamentos, não é mesmo? Antes de tudo, você precisa saber que a queda capilar é um problema muito comum e atinge tanto homens quanto mulheres.

No entanto, existem diferenças entre a alopecia feminina e a masculina. Neste artigo, você vai aprender a  identificar corretamente o problema e conhecer as soluções mais modernas para tratar a calvície.

O que é calvície?

Calvície é o nome da doença que reduz a quantidade de cabelos de forma total ou parcial. Isso acontece porque, com o avanço da idade, o crescimento dos fios fica mais lento. Com isso, o volume diminui e algumas áreas da pele (entre elas, o couro cabeludo) podem ficar sem pelos, resultando nas indesejáveis “entradas”.

Para entender um pouco mais sobre o tema, cabe conhecer melhor o ciclo de vida dos cabelos. Eles passam por três fases:

  • anágena (crescimento);
  • catágena (transição); e
  • telógena (repouso).

Depois da última fase, o cabelo volta a crescer e, naturalmente, empurra o “fio velho” para se desenvolver dentro do folículo. Isso significa que a queda faz parte da rotina capilar. Os especialistas estimam que a queda diária normal é de 50 a 100 fios.

É claro que você não precisa contar fio por fio para saber se a queda do seu cabelo está dentro dessa média, mas observe visualmente e avalie se o volume parece superior à média comum. Se sim, reúna outras informações da sua própria rotina e procure um profissional.

Tipos de calvície

Os tipos mais comuns de calvície são a androgenética e a areata. A primeira é ligada à genética e geralmente ocorre quando o paciente passa dos 50 anos de idade. Já a segunda é identificada pela perda repentina dos fios em algumas áreas do couro cabeludo — com o crescimento normalizado após alguns meses. Esses casos geralmente são relacionados ao surgimento de alguma doença autoimune.

O caso mais grave é a alopecia universal, em que o paciente perde todos os fios e pelos do corpo. A mudança brusca pode gerar problemas emocionais; portanto, deve ser acompanhada por um profissional desde o início.

O médico especialista em patologias do cabelo e do couro cabeludo é o tricologista.

Como identificar as diferenças entre a alopecia feminina e a masculina?

Os principais aspectos que diferenciam a alopecia feminina e a masculina são: área de perda de cabelo, velocidade de queda dos fios e a idade.

Nos homens, a evolução do problema é mais rápida e fácil de ser identificada, como por meio do surgimento das famosas “entradas” ou da abertura da coroa (vértice). Geralmente, a nuca e as laterais ficam mais preservadas.

Já entre as mulheres, a visualização é mais difusa: o processo é mais lento e os fios vão ficando mais finos antes de caírem. Isto é, a mulher pode apresentar falhas em algumas áreas do couro cabeludo, mas dificilmente terá áreas completamente sem fios.

Normalmente, a alopecia feminina costuma ser identificada por meio da queda exagerada de fios no travesseiro, no banho e ao pentear. Quando esses sinais aparecem, a mulher nota a diminuição do volume capilar ao tocar os fios.

A principal causa da calvície é a presença do hormônio dihidrotestosterona, que é mais comum nos homens do que nas mulheres. Por isso, quando procurar ajuda médica para descobrir a causa da calvície, serão solicitados exames de sangue. O resultado será avaliado juntamente com as queixas do paciente para que se possa chegar a um diagnóstico.

Os primeiros sinais surgem no início da idade adulta, mas a queda de cabelo também pode se desencadeada por outros fatores, como dieta, estresse, medicamentos e mudança hormonal. Por isso, somente um profissional é capaz de identificar o tipo de alopecia e o tratamento mais adequado.

Quais os tratamentos disponíveis para a alopecia feminina e a masculina?

Após o diagnóstico, é hora de tratar o problema. Com base nos exames e na consulta, o médico vai recomendar o tratamento ideal para o tipo de calvície do paciente.O ideal é que todo esse processo seja realizado em clínicas reconhecidas pelo profissionalismo e pela qualidade dos seus serviços. A Tricosalus, por exemplo, é referência em tratamentos para a alopecia.

Dependendo do caso, o médico pode prescrever a aplicação tópica de produtos que estimulem o crescimento dos folículos e equilibrem a saúde dos fios, ou até que promovam a total desintoxicação dos fios. Associado a isso, o paciente deve corrigir ou suspender os fatores que motivam a queda. E, para otimizar o tratamento, deixando-o mais rápido, o paciente pode optar por técnicas não cirúrgicas que devolvem o aspecto natural dos cabelos em curto prazo.

Os tratamentos da Tricosalus são realizados após o diagnóstico médico, que se baseia na consulta, no Tricotest® e nos exames de sangue. Conheça os mais comuns:

Tratamento Reequilibrante

Esse tratamento é indicado para pacientes com alopecia androgenética inicial, isto é, quando o volume de fios é bom, mas a estrutura não — são mais finos. Ele acontece em três etapas, com um total de 12 sessões. Essas sessões acontecem em intervalos de 15 a 20 dias.

Tratamento Desintoxicante

O desintoxicante é recomendado para pacientes com excesso de oleosidade no couro cabeludo, dermatite, foliculite descamação ou sensibilidade nessa região. Não é necessário apresentar a queda excessiva, pois esse é um tratamento preventivo. Se esses sintomas não forem tratados, o paciente pode apresentar dor, coceira e couro cabeludo com fungos e bactérias.

O tratamento é composto de seis sessões, com intervalos de 15 a 21 dias. Ao todo, são utilizados 18 produtos, além do acompanhamento médico durante todo o período.

Tratamento Estimulante

O tratamento estimulante é voltado para pacientes que apresentam o couro cabeludo sem a camada córnea. Ele é realizado em seis sessões, com o auxílio de 12 produtos, além de vasodilatadores e aparelhagem de estimulação. O tratamento deve respeitar o intervalo de 20 a 30 dias entre as sessões. Além do procedimento na clínica, o paciente também recebe kits de manutenção para uso domiciliar.

Sistema CNC

Esse é um dos tratamentos mais modernos da reconstrução das áreas calvas e areadas do couro cabeludo. O Capelli Naturali a Contato (ou Cabelo Natural a Contato, em português) transforma a superfície capilar e proporciona uma aparência natural. Ele permite a total liberdade de movimento e praticidade no dia a dia.

Agora que você já conhece as diferenças entre a alopecia feminina e a masculina, concorda que os sintomas são distintos? Saber as diferenças entre os dois tipos é o primeiro passo para buscar uma solução adequada. Ou seja, apesar de ainda não existir a cura da calvície, a medicina já oferece diversos tratamentos para cuidar da saúde e beleza dos seus fios.

Gostou do conteúdo? Então, entre em contato conosco e conheça os tratamentos da Tricosalus!

Responder

Seu email não será divulgado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.