O método CNC para Marcela Pignatari, atriz e capa da Revista Playboy em novembro

“O convite para posar na Playboy surgiu há um ano. O pessoal da Editora Abril me viu na série da HBO – ‘O Negócio’ –, na qual eu fiz uma participação. A série foi e está sendo um sucesso, e a partir daí veio o contato da Revista.

playboy marcelaNa ocasiao, o que a equipe da Revista tinha em mente era uma outra proposta, mas o que eu gostaria de fazer era algo diferente, que combatesse o preconceito em relacão às louras, que no Brasil (diferentemente de outros paises) acabam tendo a sua imagem associada à vulgaridade. Então, fiquei muito contente quando sugeriram um ensaio californiano, realizado por uma atriz brasileira com traços de americana, pois acredito que o resultado pode contribuir para ajudar a diminuir essa ideia que ainda existe.

Alem disso, esta também esta sendo uma oportunidade profissional muito importante para mim, pois o ator é alguém que depende do seu proprio trabalho. E, por meio desse ensaio para a Revista, poderei direcionar uma parte da renda para estrear o espetáculo ‘Os Infiéis, do escritor chileno Marco Antonio De La Parra.

Sem duvida, o cuidado com a minha própria imagem foi um elemento importante para que eu alcançasse o sucesso de todas essas ações, pois influenciou (e influencia) na minha autoestima, na minha autoconfiança e, consequentemente, na minha determinação para conquistar os meus objetivos. Entre esses cuidados, inclui-se a questão dos cabelos e do combate à calvície/queda dos fios, que foi um problema pelo qual eu passei.

 

luis tricotest consultaOlá, tudo bem? Desculpe interromper a sua leitura!
Eu sou o Luis, gerente aqui da Clínica Tricosalus, e estou passando para convidá-lo(a) a conhecer o Tricotest – nosso exame de análise capilar.
Clique aqui e assista ao vídeo.

 

Apesar de a atenção para com a própria imagem ser bem mais exigida em relação àqueles que estão na mídia e/ou no meio artístico, a verdade é que, independentemente de onde nós estamos ou do que fazemos, as pessoas sempre reparam umas nas outras. Se quem sofre com a calvície/queda dos fios é, por exemplo, uma caixa de supermercado, cada um que for atendido por ela prestará atenção no fato de ser uma mulher que não tem cabelo, que tem pouco cabelo ou que apresenta falhas no couro cabeludo. E todo mundo comentará, porque ‘sentirá pena’. Isso é muito ruim.

marcela tricosalus

Os meus cabelos comecaram a cair quando eu tinha 12 anos de idade, e a perda dos fios se acentuou com o falecimento do meu pai, quatro anos depois. Entao, um meio de tentar resolver isso foi a aplicação de megahair, com o qual permaneci por dez anos. Mas, conforme ja registrei no meu primeiro depoimento, não tinha como me sentir satisfeita com um resultado tão artificial.

Depois do Metodo CNC da Tricosalus, eu até esqueço que tenho cabelos, pois não há motivo para me preocupar. Não é uma protese; é uma solução definitiva, que me permite fazer tudo o que eu quiser.  A principio, achei que fosse mais uma ilusão. Hoje, posso afirmar que aderir ao Método CNC foi uma decisão libertadora.”

 

Marcela Pignatari 

Instagram: marcela_pignatari

Responder

Seu email não será divulgado.