Hairloss Blocker: Será que funciona mesmo?

Quem sofre com a queda capilar excessiva sabe que há inúmeros anúncios prometendo acabar com o problema. No entanto, o fato é que ainda não existe cura para a calvície, e sim tratamentos.

Em relação aos tratamentos, as novidades surgem a todo momento e, desta vez, o medicamento “milagroso” é o Hairloss Blocker, que tem como garoto-propaganda o ex-jogador de futebol Túlio Maravilha.

Você sabe qual a sua composição, como ele promete agir no organismo e quais os seus possíveis efeitos colaterais? Já viu as principais dúvidas de outros interessados e sabe se esse procedimento é confiável? Então, continue conosco por aqui e saiba mais sobre o assunto. Boa leitura!

O que é Hairloss Blocker?

Esse medicamento, também chamado de HL Blocker, apresenta-se como um tratamento contra a calvície com fórmula revolucionária e definitiva. São cápsulas que devem ser tomadas ao acordar e ao dormir, com a ingestão de algum líquido. Os anúncios indicam esse produto tanto para homens quanto para mulheres.

Ele promete a redução de 99% da queda capilar por meio de um processo dividido em três fases. A primeira acontece nos dez primeiros dias, com o fortalecimento do bulbo capilar. Segundo o site oficial, esse é o início do processo de reparação do couro cabeludo e da queda do cabelo.

A segunda ocorre depois de um mês, quando a raiz passa a crescer de forma mais forte e saudável, com o aumento considerável da quantidade de cabelo. Por fim, a terceira é caracterizada por dois meses de uso contínuo, e o objetivo consiste em acelerar o crescimento dos fios. A promessa é o restabelecimento da massa capilar e o combate à queda.

Qual a composição do medicamento?

A proposta do Hairloss Blocker é interromper a queda e estimular o surgimento de novos fios fortes e saudáveis. Para justificar isso, ele indica que a sua fórmula exclusiva contém, entre outros agentes:

  • ácido ascórbico;
  • ácido fólico;
  • ácido pantotênico;
  • alpha tocoferol;
  • biotina;
  • groselha negra;
  • magnésio;
  • zinco.

No entanto, o site oficial não explica como esses componentes atuam. Apenas é informado que os cabelos ficam 98% mais encorpados, 95% mais fortes e que a massa e a densidade capilar melhoram em até 97%. Para isso, é necessário ingerir de uma a duas cápsulas pela manhã, ao acordar, e à noite, antes de dormir.

De acordo com as recomendações do medicamento, trata-se da quantidade máxima indicada. Caso o paciente tome mais que isso, ele estará somente desperdiçando a medicação, pois o excesso de nutrientes não potencializa a ação do remédio no organismo.

Quais as dúvidas mais comuns sobre a ação do Hairloss Blocker?

Todo produto “milagroso” vem acompanhado de muitas dúvidas. Veja quais são as mais comuns e as respostas informadas no site do medicamento.

Há contraindicações?

Apesar de se vender como um produto natural e sem contraindicações, ele não é recomendado para gestantes, lactantes e menores de 16 anos de idade.

É necessário apresentar prescrição médica?

A resposta é não. No entanto, o site recomenda consultar um médico antes de tomar qualquer suplemento.

Como adquirir o produto?

As vendas acontecem no ambiente on-line. O site não informa endereço, e o único contato telefônico não disponibiliza o código de área. Já as formas de pagamento são bem claras: por meio de cartão de crédito ou boleto bancário. Há opções de pacotes com mais produtos e descontos pela aquisição em quantidade maior.

Após a confirmação de pagamento pela operadora do cartão de crédito ou confirmação bancária da liquidação do boleto, o produto é enviado para destinos nacionais no prazo de três a dez dias úteis.

O que é o desafio da satisfação garantida?

Um dos destaques do site é o banner da satisfação garantida. Isto é, na compra de qualquer kit, o cliente participa automaticamente do Desafio Hairloss Blocker: caso não tenha resultados visíveis e satisfatórios em 30 dias de uso do medicamento, a empresa devolve 100% do valor investido.

Por outro lado, não há nenhum detalhamento a respeito do funcionamento do procedimento de devolução do dinheiro.

Existem recomendações de clientes ou de divulgação da mídia?

O site lista três citações de reportagens dos seguintes veículos: Globo.com, Men’s Health e Moda para Macho. Porém, nenhum hiperlink direciona o usuário para as reportagens. Também não é possível encontrar esses conteúdos na busca dos próprios veículos citados.

Procedimentos alternativos como o Hairloss Blocker são arriscados?

Sim. Investir em um medicamento que promete um resultado milagroso e sem comprovação científica nem mesmo regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é muito arriscado.

Pessoas com problemas de calvície devem procurar um médico especialista — o tricologista — e um dermatologista. É a melhor maneira de investigar as causas, por meio de exames de sangue e de imagem dos fios e do couro cabeludo.

Só assim é possível ter um diagnóstico mais preciso e completo, o que consiste em algo fundamental para o médico especialista indicar o tratamento adequado para o tipo de calvície do paciente.

Quais são os tratamentos ideais para o controle da calvície?

Antes de mais nada, saiba que você precisa procurar bons profissionais e clínicas especializadas em Tricologia para ter acesso a tratamentos de qualidade.

Os procedimentos devem ser realizados em locais seguros e respeitados pela comunidade médica. Da mesma forma, é importante que os tratamentos apresentem um padrão de excelência para evitar prejuízos financeiros e psicológicos.

Um dos lugares mais procurados para essa finalidade é a Clínica Tricosalus, em São Paulo. O lugar disponibiliza excelente infraestrutura, com equipamentos modernos, laboratório próprio, produtos de qualidade para a condução do tratamento, equipe médica respeitada pelo trabalho realizado e pacientes satisfeitos.

Os tratamentos mais comuns que a empresa oferece são:

Agora que você já sabe o que é o Hairloss Blocker e quais as implicações do seu uso, provavelmente não irá acreditar em remédios que prometem “milagres” e não têm nenhum respaldo científico.

Ou seja, conforme observamos, as novidades do mercado nem sempre são vantajosas. Na verdade, o uso de medicamentos sem orientação médica pode trazer mais danos do que benefícios ao organismo.

Gostou das informações do texto? Então, assine a nossa newsletter e receba outros conteúdos relevantes sobre esse tema na sua caixa de e-mails!

Responder

Seu email não será divulgado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.