Dermatite seborreica: o que é e como tratar?

Quem sofre com problemas de pele sabe bem o desconforto que muitos deles podem causar, não é mesmo? Além dos efeitos mais aparentes – e que, portanto, também podem comprometer em maior ou menor grau a nossa autoestima –, os incômodos podem incluir desde uma leve coceira até o surgimento de feridas mais graves, entre outros sintomas característicos dessas doenças. E, quando se trata daquelas que mais mobilizam os pacientes a visitarem os consultórios dermatológicos, não há dúvida de que a dermatite seborreica também merece lugar de destaque.

Definida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) como uma doença de caráter crônico, com períodos de melhora e piora dos sintomas, a dermatite seborreica se apresenta em diferentes níveis de indivíduo para indivíduo, provocando formação de escamas, vermelhidão e muito incômodo em algumas áreas da face, (como sobrancelhas e cantos do nariz), do couro cabeludo e do colo.

Embora a sua ocorrência seja mais comum entre os homens, esse tipo de inflamação também atinge as mulheres, e a maior incidência dos casos está entre adultos e idosos, conquanto os sintomas também possam atingir pacientes desde o seu nascimento.

Durante a infância, a dermatite seborreica também é conhecida como “crosta-láctea”. Ela surge mais comumente até os três meses de vida, manifestando-se de forma branda e geralmente desaparecendo sem tratamento. De acordo com a SBD, trata-se de uma condição inofensiva e temporária, durante a qual aparecem crostas grossas e amarelas ou marrons sobre o couro cabeludo da criança. Além disso, escamas semelhantes também podem ser encontradas nas pálpebras, nas orelhas, ao redor do nariz e na virilha.

Em adultos, porém, o quadro é mais complexo e exige cuidados. Nesse caso, as áreas mais atingidas são as sobrancelhas e pálpebras, os cantos do nariz, lábios, a parte de trás das orelhas, o tórax e, claro, o couro cabeludo. Relatos de pacientes diagnosticados com dermatite seborreica falam de oscilações entre períodos de piora, melhora e até desaparecimento dos sintomas, dentre os quais estão:

  • oleosidade excessiva (tanto na pele em geral quanto no couro cabeludo);
  • escamas brancas que descamam (caspa) ou escamas amareladas (que são oleosas e ardem);
  • coceira;
  • ardor;
  • possível queda de cabelo;
  • irritação/vermelhidão na área. 

 

Mas, afinal, quais seriam as causas da dermatite seborreica?

E quanto às suas formas de tratamento?

 

As causas da dermatite seborreica não são bem determinadas, mas, em geral, estão associadas a questões emocionais (como estresse), físicas (como estafa), genéticas (como alergias) e externas (como mudanças no clima – calor ou frio excessivos), além do contato com o fungo Pityrosporum ovale. Ela pode resultar ainda da ação de hormônios androgênicos sobre as glândulas sebáceas.

Ainda no que diz respeito às suas causas, é importante salientar que a dermatite seborreica nada tem a ver com a falta de higiene, embora a assepsia possa, sim, ser uma grande aliada no seu tratamento.

Por se desenvolver nas áreas mais gordurosas do corpo, o combate à dermatite seborreica normalmente inclui a prescrição de lavagens mais frequentes, o uso de produtos específicos e algumas mudanças no estilo de vida, como, por exemplo, o aumento na ingestão de alimentos antioxidantes e anti-inflamatórios e o cuidado com a alimentação em geral. Entre outras recomendações, deve-se também evitar o uso de cremes, pomadas, géis, bonés e chapéus, bem como a automedicação e a manipulação das lesões – o que pode desencadear o agravamento do quadro.

Por fim, vale ressaltar que a caspa e a dermatite seborreica correspondem a problemas distintos. A caspa é uma descamação do couro cabeludo que não causa vermelhidão na pele e que, por vezes, pode ser um sintoma inicial da dermatite. Já a dermatite é uma condição ligada à produção desregulada da oleosidade natural, que é também mais agressiva e não afeta apenas o couro cabeludo. Na dúvida, agende uma consulta com o dermatologista da sua confiança ou entre em contato com a Tricosalus e experimente os benefícios de estar em dia com a saúde dos seus cabelos!

 

bannernewsletter2

3 Comentários

clinicatricosalus

10 fev, 2017

Olá, pessoal!
Fiquem à vontade para fazer comentários sobre o artigo ou para fazer perguntas!
As respostas são sempre enviadas via e-mail para todos vocês.
Para agendar uma consulta conosco ou tirar dúvidas rapidamente, liguem: (11) 4550-1420, 4550-1421 ou 9.8348-0349
Att.,
Equipe Tricosalus

Jéssica Ferreira Magro Marins

22 mar, 2017

Boa tarde! Tenho dermetite seborréica. Gostaria de saber qual shampoo indicado nesse caso.

Leandro

14 abr, 2017

Olá …. Comecei muito cedo a usar produtos químicos e aos poucos meus cabelos frontal foram caindo … Hoje ja nao tenho mais , lembro que quando usava química ardia muito queimava ae entao parei cabelo caiu e hoje assumi a careca , porem sinto leve fios nesta parte mas eles nao crescem são quase invisíveis mas no toque da 0ara sentir …. Um simples tratamento com shampao resolveria se sim qual? Ou há algum tratamento que um assalariado consiga fazer? Muito obrigado.

Comente!